A PHP Error was encountered

Severity: Warning

Message: Missing argument 2 for News::index()

Filename: controllers/news.php

Line Number: 18

ABIMDE
Atendimento +55 11 3170-1860

17/11/2017Atech leva know how em sistemas de comando e controle para Milipol 2017

Fonte: Atech

A Atech, empresa do Grupo Embraer, marca presença na Milipol 2017, a maior feira de segurança interna do mundo, que acontece de 21 a 24 de novembro, no Paris-Nord Villepinte Exhibition Center, na capital francesa. A empresa integrará o Pavilhão Brasil, que reúne as empresas associadas da ABIMDE (Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança), destacando os produtos e serviços em comando e controle.

Nesta área, a Atech conta com o Arkhe Command & Control, que é composto por soluções de planejamento, vigilância e monitoramento, que oferecem uma completa visão de cenário operacional para a tomada de decisões em uma missão tática, de monitoramento e de gestão de crise. Nesta solução, é possível integrar sistemas já existentes, sensores e outras soluções tecnológicas. Com trabalhos dentro e fora do Brasil, a Atech tem instalado centros de C4ISR visando fortalecer a segurança interna e também as fronteiras dos países para os quais a Atech presta serviço.

Dentre as diversas soluções que integram o Arkhe Command & Control, duas delas têm forte aplicação em missões de segurança pública, que são: Arkhe Integrated Surveillance e Arkhe BMS (Battlefield Management System). Ambas carregam toda a expertise da empresa em mais de 20 anos no desenvolvimento e integração de sistemas críticos. 

O Arkhe Integrated Surveillance é adotado em centros de monitoramento e de defesa territorial. Com ele, é possível monitorar uma área de interesse, com o uso de diversos sensores, imagens e informações relevantes para uma melhor tomada de decisão dos gestores. Com aplicação direcionada ao monitoramento de áreas críticas, como comunidades e regiões fronteiriças, o Arkhe Interated Surveillance integra todos os dados existentes e permite uma ação tática de alta precisão. A solução pode, por exemplo, ser integrada a um sistema de reconhecimento facial, para identificação de suspeitos, tendo também um sistema de georreferenciamento. Ao identificar a pessoa procurada, já se obtém a localização e um alerta é emitido para as equipes em campo. Em comunidades dominadas pela violência, é possível identificar os alvos para missões especiais das forças de segurança, com o uso de informações de inteligência, como identificação de alvos, localização de armas e drogas.

“Podemos usar todos os recursos disponíveis para a obtenção do maior número de dados e de informações precisas para uma tomada de decisão dos órgãos gestores e dos líderes de missões especiais, com uso de imagens via satélite, de drones, informações de inteligência, comunicação em campo e demais dados dos sistemas já existentes. A Atech oferece uma solução customizada, de acordo com as necessidades de cada órgão ou região”, comenta o Vinícius Meng, da área de Desenvolvimento de Negócios de Defesa da Atech.

Já o Arkhe BMS é um sistema de comando e controle portátil, que pode ser empregado em grandes eventos, locais com grande aglomeração de pessoas - como shows e jogos - ou missões policiais em áreas de conflito civil, para o monitoramento e levantamento de informações em tempo real para uma tomada de decisão imediata e assertiva.

Com o Arkhe BMS, são integrados sensores, mapas, imagens de monitoramento das câmeras já existentes ou captadas por drones e demais dispositivos, dados de voz, de rastreamento e missão. Os policiais podem carregar câmeras e sistemas de comunicação de voz na vestimenta e transmitir esses dados aos oficiais que estão no comando, garantindo uma visão ampla e precisa da situação, permitindo a definição de melhor estratégia de ação.

“O grande know how da Atech, acumulado em mais de 20 anos, nos permite oferecer soluções customizáveis, que aproveitam o legado tecnológico existente dos clientes, o que garante maior viabilidade ao projeto além de agregar o que há de mais moderno para uma consciência situacional efetiva na área de segurança, garantindo uma tomada de decisão mais assertiva”, conclui Meng.

Além do desenvolvimento e integração de sistemas, a Atech também prepara as estruturas do cliente para a formação e disseminação de doutrinas, por meio do Arkhe Academy. A proposta é ultrapassar os limites do treinamento, com uma completa preparação dos profissionais que vão atuar diretamente com o uso e implantação das missões por meio das soluções oferecidas pela empresa.

De acordo com Cláudio Trapaga Nascimento, da área de Desenvolvimento de Negócios da Atech, por serem soluções com aplicação dual, podendo ser usadas tanto para a área de Defesa quanto para missões de segurança pública, permitem que as cidades e Estados possam também se beneficiar das tecnologias oferecidas pela Atech, já consagradas nos projetos de Defesa.

“O Arkhe integra o que há de mais moderno em termos de tecnologia de vigilância ao legado local, para a melhor tomada de decisão. Em um grande evento, por exemplo, é possível usar os sistemas de câmeras já existentes integrados a demais sensores, como imagens obtidas por câmeras portáteis, dados de voz e mapeamento. Isso pode resultar em missões policiais de maior sucesso, preservando a integridade dos cidadãos e a segurança como um todo”, conclui Nascimento.

 

Sobre a Atech - (www.atech.com.br) - Reconhecida como uma desenvolvedora e integradora de sistemas brasileira, a Atech sempre se pautou pela inovação com o objetivo de ajudar a transformar o país. Com uma expertise única em engenharia de sistemas, tecnologias de consciência situacional e apoio a tomada de decisão, a Atech trabalha no desenvolvimento de soluções inovadoras com aplicações nas áreas de tráfego aéreo, sistemas de comando e controle, sistemas embarcados, inteligência, segurança cibernética, sistemas de instrumentação e controle, simuladores e logística. Certificada como Empresa Estratégica de Defesa pelo Ministério da Defesa do Brasil, a Atech conta com um amplo portfólio de produtos e serviços tanto na área de Defesa quanto na área civil, com o desenvolvimento de tecnologia dual. 

FORÇAS ARMADAS