Exército e Itaipu assinam acordo para incremento da segurança de estrutura estratégica

Fonte: Exército Brasileiro 06/09/2017

Incrementar as ações para a segurança cibernética de estruturas estratégicas vitais para o Brasil, este é o objetivo principal do termo de fomento assinado entre o Exército Brasileiro e a Fundação Parque Tecnológico Itaipu (FPTI).

O acordo, firmado no dia 4 de agosto, no Forte Caxias, Quartel-General do Exército, visa à ampliação das atividades do Laboratório de Segurança Eletrônica, de Comunicações e Cibernética, que já funciona há dois anos no Complexo Hidrelétrico de Itaipu (Foz do Iguaçu/PR).

O Comandante do Exército, General de Exército Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, e o Diretor-Superintendente da FPTI, Ramiro Wahrhaftig, foram os signatários do termo, em solenidade que contou com as presenças de oficiais-generais e integrantes da Diretoria Brasileira da Itaipu Binacional.

A defesa cibernética do Brasil é uma atribuição do Exército, responsabilidade definida na Estratégia Nacional de Defesa. O General Villas Bôas visualiza a parceria "com grande entusiasmo, incluindo a possibilidade de ampliação da cooperação no campo da pesquisa científica, por Itaipu se tratar de um tema de grande interesse para o Exército e para o País”. Já o diretor-geral da Itaipu Binacional, Luiz Fernando Leone Vianna, acrescenta que "o acordo de ampliação do laboratório é fundamental e está inserido nos projetos de atualização tecnológica, que buscam a proteção das vulnerabilidades cibernéticas".

 

 
Comitês

Comitê de Simulação e Treinamento

Comitê de Cibernética

Comitê de VNT

Comitê de Segurança Alimentar

Comitê de Segurança Pública

Parceiros
Forças Armadas e de Segurança