Simpósio Internacional sobre de Segurança terá apoio da ABIMDE

Fonte: ABIMDE 27/02/2020

A capital federal, Brasília, sediará, em maio, o 3º Simpósio Internacional de Segurança, em maio, e a ABIMDE é apoiadora do evento.

Esta terceira edição do simpósio, organizado pela Associação Nacional dos Delegados de Política Federal – ADPF, tem o intuito de debater a utilização da tecnologia e inovação no aperfeiçoamento do combate à criminalidade. O evento ocorrerá nos dias 5 e 6 de maio, no CICB (Centro Internacional de Convenções do Brasil), em Brasília.

Nas duas primeiras edições do evento, houve a participação de 1.600 pessoas, 50 marcas participantes e mais de 50 palestrantes em 24 painéis.

Sob o tema “As Inovações Tecnológicas no Combate à Criminalidade”, o 3º SINTSP reunirá especialistas em segurança pública, empresários do setor e representantes de instituições policiais e de entidades congêneres.

 

Já a programação contempla os temas:

Segurança Pública: abordará sistemas de comunicação e inovações tecnológicas no combate à criminalidade, uso de tecnologia e estratégia no combate aos atentados, inteligência aplicada a investigação criminal, tecnologia na gestão de políticas públicas, além de combate ao crime com o uso das tecnologias de comunicação móvel de dados, Big Data de biometria, inteligência artificial focada em monitoramento, operação e gestão, entre outros pontos. 

Fronteiras: o Brasil tem 16.866 quilômetros de fronteiras terrestres, representando cinco vezes e meia a extensão da divisa entre Estados Unidos e México. Nesse contexto, o evento debaterá amplamente as medidas para garantir a segurança na terceira maior fronteira do mundo, destacando a utilização da tecnologia e inteligência, fundamentais para o controle efetivo das fronteiras do país. 

Crimes Cibernéticos: o Brasil é o 2º país que mais perdeu dinheiro com cibercrimes em 2017, totalizando US$ 22 bilhões e ficando atrás apenas da China, de acordo com Norton Cyber Security Insights Report 2017. O estudo aponta que cerca de 62 milhões de brasileiros foram afetados, ou seja, 61% da população adulta conectada. Com o objetivo de acompanhar o avanço tecnológico para a investigação de crimes cibernéticos, a Polícia Federal busca acompanhar as novas tendências e ferramentas e irá apresentar as novidades para o setor.

 

Sensoriamento Remoto: O sensoriamento remoto promete apoiar a obtenção do aumento de eficiência na aplicação das políticas de segurança pública nas cidades e fronteiras brasileiras. Além disso, o uso da tecnologia de sensoriamento remoto também é utilizado no controle dos desmatamentos; no combate à biopirataria; na proteção dos parques nacionais; no monitoramento da ocupação e o uso do solo; na proteção das reservas indígenas; na defesa das áreas de fronteira e na proteção dos recursos minerais estratégicos, tornando-se uma tecnologia imprescindível no combate à criminalidade.

Smart Cities: como a tecnologia e inovação aplicada para a segurança está sendo considerada no desenvolvimento das smart cities no Brasil e no mundo? Nesse contexto, o Simpósio apresentará como as plataformas inteligentes de vídeo-monitoramento são uma das principais tendências no desenvolvimento de cidades inteligentes, destacando cenários para o mercado de Internet das Coisas (IoT), que tem o potencial de adicionar US$ 352 bilhões à economia brasileira até o final de 2022, segundo estudo recente realizado pela Cisco.

MAIS DE MIL PARTICIPANTES
A expectativa da organização é reunir mais de mil participantes e, assim, superar o público participante das edições anteriores. A previsão também é positiva em relação ao aumento da participação das empresas de produtos e serviços para a segurança pública na exposição 2020.
 

INSCRIÇÕES
O Simpósio possui inscrição restrita para convidados, como gestores e servidores públicos das áreas de segurança, tecnologia e inteligência.

 

CLIQUE AQUI E VEJA QUEM JÁ CONFIRMOU PARTICIPAÇÃO!

 

  [removed][removed]

Comitês

Comitê de Simulação e Treinamento

Comitê de Cibernética

Comitê de VNT

Comitê de Segurança Alimentar

Comitê de Segurança Pública

Parceiros
Forças Armadas e de Segurança